Cesárea desnecessária no Brasil: revisão integrativa [Unnecessary cesarean section in Brazil: integrative review]

Cinthia de Souza dos Anjos, Flavia Westphal, Rosely Erlach Goldman

Resumo


RESUMO - Introdução: O aumento dos nascimentos por cesárea é um fenômeno em escala mundial, sabe-se que a cesárea no Brasil tem sido realizada de forma abusiva, colocando-o entre os países que possuem as mais elevadas taxas. Os efeitos prejudiciais da realização não criteriosa de parto cesáreo são cientificamente comprovados. Objetivo: analisar as evidências disponíveis na literatura, em âmbito nacional, sobre as principais causas de parto cesáreo desnecessário no Brasil. Método: revisão Integrativa da Literatura com pesquisa nas bases de dados Scientific Eletronic Library Online (ScIELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Base de dados em Enfermagem (BDENF).  Foram analisados 20 artigos publicados, no Brasil, no período de 2009 a 2013.  Resultados: as principais causas identificadas no estudo para a indicação do parto cesáreo foram: cesárea prévia com 12,0%, seguida da primiparidade, cesárea eletiva e medo da dor do parto com 10,0% respectivamente. Conclusão: é imprescindível a melhora na assistência obstétrica durante o pré-natal e parto. A conscientização, dos profissionais de saúde sobre o risco do parto cesáreo desnecessário e da mulher sobre as consequências do tipo de parto escolhido, é fundamental para a redução das taxas observadas atualmente.

ABSTRACT - Introduction: The increase in births by cesarean is a worldwide phenomenon, it is known that C-sections in Brazil has been performed improperly, placing it among the countries with the highest rates. The harmful effects of non judicious cesarean delivery are scientifically proven. Objective: To analyze the available evidence in the literature on the national level, the major causes of unnecessary cesarean section in Brazil. Method: Integrative Review of Literature on research in databases Scientific Electronic Library Online (SciELO), Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS) and Database of Nursing (BDENF). 20 published articles were analyzed, in Brazil, in the period 2009 to 2013. Results: the main causes identified in the study for the indication of cesarean section were previous caesarean section with 12.0%, followed by primiparity, elective caesarean section and fear of pain delivery with 10.0% respectively. Conclusion: it is essential to improved obstetric care during the prenatal and childbirth. The awareness of health professionals about the risk of unnecessary cesarean section and woman on the type of delivery chosen the consequences, it is essential to reduce the rates currently observed.


Palavras-chave


Parto; Cesárea; Parto normal; Enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


Agência Nacional de Saúde suplementar. Brasil tem uma das maiores taxas de cesariana na Saúde Suplementar. Disponível em: http://www.ans.gov.br/portal/site/home2/destaque_22585_2.asp

Sass N, Hwang SM. Dados epidemiológicos, evidências e reflexões sobre a indicação de cesariana no Brasil. Diagn Tratamento. 2009;14(4):7-33.

World Health Organization. Appropriate technology for birth. Lancet. 1985; 2(8452):436-7

MS/SVS/DASIS. Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos. SINASC.

Lamarca G; Vettore M. Cesarianas no Brasil: uma preferência das gestantes ou dos médicos? Rio de Janeiro; 2014. Disponível em: http://dssbr.org/site/2012/12/cesarianas-no-brasil-uma-preferencia-das-gestantes-ou-dos-medicos/

Pinto ACM, Lima LC, Gomes MMF, Arantes RC, Alberto AS. Parto cesáreo eletivo no Brasil: uma análise dos fatores associados com base na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS), 2006. Disponível em: http://www.alapop.org/2009/Docs/Pinto_ST2.pdf

American Congress of Obstetrician and Gynecologists. Parto por cesárea. Out 2014. Disponível em: http://www.bionascimento.com/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=261

Barba MD, Barifouse R. Normal ou cesárea? Conheça riscos, mitos e benefícios de cada tipo de parto. São Paulo; 2014.

Leal MC. Pesquisa nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento. 2014. Disponível em: http://www.conass.org.br/sintese_pesquisa_nascer_brasil.pdf

Fundo das Nações Unidas para a Infância. Guia dos direitos da infância e do bebê. São Paulo; 2011. Disponível em: http://www.unicef.org/brazil/pt/br_guiagestantebebe.pdf.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008 Out-Dez; 17(4): 758-64.

Leguizamon Junior T, Stefani JA, Bonamigo EL Escolha da via de parto: expectatva de gestantes e obstetras. Revista Bioética, 2013; 21(3):509-17.

Faria RMO, Sayd JD. Abordagem sócio-histórica sobre a evolução da assistência ao parto num município de médio porte de Minas Gerais (1960-2001). Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2013 Aug [cited 2013 Dez 19] ; 18(8): 2421-2430. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232013000800027&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232013000800027.

Madi JM, Deon J, Rombaldi RL, Araújo BF, Rombaldi MC, Santos MB. Impacto do parto vaginal após uma cesárea prévia sobre os resultados perinatais. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [Internet]. 2013 Nov [cited 2015 Nov 19] ; 35( 11 ): 516-522. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032013001100007&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032013001100007

Velho MB, Santos EKA, Brüggemann OM, Camargo BV. Vivência do parto normal ou cesáreo: revisão integrativa sobre a percepção de mulheres; Experience with vaginal birth versus cesarean childbirth: integrative review of women's perceptions; La experiencia del parto vaginal o la cesárea: una revisión integradora sobre la percepción de las mujeres. Texto & contexto enferm. 2012;21(2):458-66.

Sanches NC, Mamede FV, Vivancos RBZ. Perfil das mulheres submetidas à cesareana e assistência obstétrica na maternidade pública em Ribeirão Preto. Texto and Contexto Enfermagem. 2012;21(2):418.

Cicuto AG, Belisário CRL, Tavares BB. A satisfação de puérperas com o seu parto. Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal. 2012. Pp.208-214.

Hõfelmann DA. Tendência temporal de partos cesáreos no Brasil e suas Regiões: 1994 a 2009; Temporal trend of caesarean delivery in Brazil and its Macroregions: 1994 to 2009. Epidemiol serv saúde. 2012;21(4):561-8.

Patah LEM, Malik AM. Modelos de assistência ao parto e taxa de cesárea em diferentes países. Rev Saude Publica. 2011;45(1):185-94

Osava RH, Silva FMB; Tuesta EF; Oliveira SMJV; Amaral MCE. Caracterização das cesarianas em centro de parto normal. Rev Saude Publica. 2011;45(6):1036-43.

Vogt SE, Diniz SG, Tavares CM, Santos NCP, Schneck CA, Zorzam B, et al. Características da assistência ao trabalho de parto e parto em três modelos de atenção no SUS, no Município de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Cad Saúde Pública. 2011;27(9):1789-800.

Haddad SEMT, Cecatti JG. Estratégias dirigidas aos profissionais para a redução das cesáreas desnecessárias no Brasil. Rev Bras Ginecol Obstet. 2011;33(5):252-62.

Pádua KS, Osis MJD; Faúndes A, Barbosa AH, Filho OBM. Fatores associados à realização de cesariana em hospitais brasileiros. Rev Saúde Pública. 2010;44(1):70-9.

Oliveira DR, Cruz MKP. Estudo das indicações de parto cesáreo em primigestas no município de Barbalha-Ceará. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste-Rev Rene. 2012;11(3).

Pires D, Fertonani HP, Conill EM, Matos TA, Cordova FP, Mazur CS. A influência da assistência profissional em saúde na escolha do tipo de parto: um olhar sócio antropológico na saúde suplementar brasileira. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [Internet]. 2010 June [cited 2013 Dez 19] ; 10(2): 191-197. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292010000200006&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292010000200006.

Ferrari J. Preferência pela via de parto nas parturientes em hospital público na cidade de Porto Velho, Rondônia. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2010;10(2):S409-17.

Ferrari J, Lima NM. Atitudes dos profissionais de obstetrícia em relação à escolha da via de parto em Porto Velho, Rondônia, Brasil. Revista Bioética 2010; 18(3): 645 – 58.

Sakae TM, Freitas PF, d'Orsi E. Fatores associados a taxas de cesárea em hospital universitário. Rev Saúde Pública. 2009;43(3):472-80.

Gama AS, Giffin KM, Angulo-Tuesta A, Barbosa GP, d’Orsi E. Representações e experiências das mulheres sobre a assistência ao parto vaginal e cesárea em maternidades pública e privada Women’s representations and experiences with vaginal and cesarean delivery in public. Cad Saúde Pública. 2009;25(11):2480-8.

Mandarino NR, Chein MBC, Monteiro Junior FC, Brito LMO, Lamy ZC, Nina VJS, et al. Aspectos relacionados à escolha do tipo de parto: um estudo comparativo entre uma maternidade pública e outra privada em São Luís, Maranhão, Brasil. Cad Saúde pública. 2009;25(7):1587-96.

Bonfante TM, Silveira GC, Sakae TM, Sommacal LF, Fredrizzi E. Fatores associados à preferência pela operação cesariana entre puérperas de instituição pública e privada. Arquivos Catarinenses de Medicina. 2009;38(1):26-32.

Barbosa GP, Giffin K, Ângulo-Tuesta K, Gama AS, Chór D, D’Orsi E, Reis ACGV. Parto cesáreo: quem o deseja? Em quais circunstâncias?. Cad. Saúde Pública. 2003 Nov-Dez; 19(6):1611-1620.

Amorim MMR, Souza ASR, Porto AMF. Indicações de cesariana baseadas em evidências: parte I. FEMINA. 2010 Ago; 38(8): 415-422.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.